Compartilha na mídia social

Galeria de imagens

 SOLICITE UMA PROPOSTA 

Ligue: (55) 11-3254-7497

 


Mudanças na NORMA ISO 9001. O que mudou na versão 2015

Síntese

  • Permanece genérica para todos os portes e tipos de organização e para  qualquer setor;
  • Foco em uma efetiva gestão de processos para gerar os resultados desejados.
  • Aplicar o Anexo SL, visando a compatibilidade e o alinhamento com as outras normas de Sistemas de Gestão da ISO, exemplo ISO 14001:2015 (Ambiental);
  • Aumentar a confiança na capacidade da organização em atender aos seus clientes, fornecendo  produtos e serviços em conformidade

Resumo das mudanças:

· 8 princípios de gestão da qualidade;

A primeira mudança significativa na nova ISO 9001:2015 consiste na revisão dos atuais 8 princípios da qualidade, resultando em 7 princípios:

· Inclusão dos Conceitos de Gestão de Riscos;

Planejamentos estratégicos devem ter o acréscimo da Gestão de Riscos. Os conceitos básicos de Gerenciamento de Riscos deverão ser incluídos na cultura da organização.

· Excluído o papel do Representante da Direção (RD);

Como a proposta da nova norma consiste em dar mais poder de decisão e reporte às lideranças, a atividade que o RD fazia continuará de um modo mais descentralizado, com mais responsabilidade dos gestores de áreas. Desta forma, na nova ISO 9001:2015, a figura obrigatória do RD desaparecerá. 

· Novo posicionamento da liderança

Será exigida uma participação mais atuante por parte das lideranças junto

· Excluída a obrigatoriedade de se ter um Manual da Qualidade;

Tudo indica que a partir da nova ISO 9001:2015 não será mais mandatório que as empresas tenham um manual da qualidade. Na prática, o documento poderá continuar existindo sem problemas. Uma sugestão que fica é a de alterar o título “Manual” para algo como “Diretrizes organizacionais”, mantendo a essência já contida no manual atual, independente do escopo, seja ele de qualidade (para atual ISO 9001:2008) ou demais escopos (Sistema Integrado de Gestão – SGI).
Não sugere qualquer procedimento específico a ser desenvolvido. A ISO dá abertura para que as organizações decidem com base no contexto da organização.

· Exclusão do termo “Controle de Documentos” e “Controle de Registros”;

Assim como Treinamento, não, os documentos e registros não serão extintos. Seus termos, porém, sim. Darão lugar aos termos “Informação Documentada” e “Controle da Informação Documentada”.

· Exclusão do termo “Melhoria contínua”, no contexto de melhoria;

A partir dessa exclusão ficará apenas o termo Melhoria. Numa análise profunda é possível afirmar que o “contínua” era praticamente um pleonasmo, pois se o conceito de melhoria for institucionalizado de modo correto, ela será contínua.

· Exclusão da “Ação Preventiva”;

Na nova ISO 9001:2015 a ação preventiva será excluída (não somente o termo, mas tudo), e o que outrora era preventiva se tornará Melhoria.

 Inclusão do Anexo SL que alinhará a Norma 9001 com as demais normas de Gestão;

A partir de 2012 cada nova norma revisada que estabeleça requisitos para sistemas de gestão terá então a seguinte estrutura.

1 - Escopo
2 - Referências Normativas
3 - Termos e Definições (definições comuns)
4 - Contexto da Organização
5 - Liderança
6 - Planejamento
7 - Suporte
8 - Operação

9 - Avaliação do Desempenho
10 - Melhoria